segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Império Serrano ganha o Estandarte de Ouro de melhor escola da Série A em 2016.

A Império Serrano conquistou o prêmio Estandarte de Ouro de melhor escola da Série A do carnaval carioca, em votação realizada na própria Marquês de Sapucaí. Quarta escola a se apresentar na segunda noite de desfiles, a escola apresentou o enredo “Silas canta Serrinha!” e levou muita emoção desde os primeiros minutos de desfile.

A Escola de Madureira fez uma apresentação tecnicamente perfeita. "Silas canta Serrinha" foi o tema, desenvolvido pelo carnavalesco Severo Luzardo. Quatro carros alegóricos, com acabamento impecável, ajudaram a homenagear o compositor. O volume das fantasias também provocou um belíssimo efeito na Marquês de Sapucaí.

A comissão de frente, coreografada por Cláudia Motta, trouxe 15 componentes representando a "África Ancestral, Culto às Divindades Bantus", tradição da tribo de mesmo nome, de origem africana, e que buscava resposta de espíritos ancestrais para alcançar prosperidade e proteção.



Foto: Comissão de Frente. (Fonte: Site Carnavalesco).

O abre-alas trouxe uma savana africana, no olhar do homenageado Silas de Oliveira, que narra a própria história através do desfile. Outros elementos de origem afro apareciam no carro, acoplado e imponente. Iluminação das alegorias é outro ponto importante a ser destacado: não houve apagão. Tudo funcionou, mostrando que a equipe técnica da escola tem competência para gerir tais dispositivos.


Foto: Alegoria. (Fonte: Site Carnavalesco).

O primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Feliciano Júnior e Raphaela Caboclo, que em 2015 ganhou o Prêmio SRZD-Carnaval na categoria, repetiu a dose de profissionalismo e representou a "Realeza Banto", em que o príncipe e a princesa bailavam em louvação aos deuses ancestrais, de acordo com a crença da tribo dos bantus.


                                        Foto: Porta Bandeira e Mestre Sala (Fonte: Site SRZD).

A bateria, comandada por mestre Gilmar, foi outro destaque da passagem da Império Serrano na Avenida. Com boa cadência e entrosada com o carro de som, liderado pelo intérprete Pixulé, somou pontos para o quesito. O blogueiro Cláudio Francioni, especialista em baterias de escolas de samba, fez muitos elogios ao desempenho dos ritmistas: "Foi uma belíssima apresentação do Império, que se credencia a brigar pelo título da Série A", resumiu.



                                     Foto: Bateria - A Sinfônica do Samba. (Fonte: Site SRZD).

De acordo com a opinião do blogueiro Aloisio Villar, a Império Serrano fez o melhor desfile dos últimos anos. "Posso afirmar que a escola fez o seu melhor desfile dos últimos anos. Muito bem acabada, com harmonia e evolução perfeitas, ela se credenciou a brigar pela vaga na elite do samba. O imperiano pode sonhar com o retorno ao seu lugar", afirmou.




Foto: Um desfile inesquecível. (Fonte: Site SRZD).

Parabéns Serrinha !

2016 - Um desfile delicioso do Império Serrano.


Concentração do Império Serrano - Carnaval 2016.



Fotos: Acervo Pessoal Tarcísio Vascão (Tarcísio Rezende),

Império Serrano 2016 - O samba que levantou a Sapucaí.

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Por que ser Império Serrano ?

Lá Vem o Império Serrano (Hélio Ricardo Rainho).

Garboso, vultoso, majestoso, triunfal. Descendo a serra, adornando o asfalto com seu verde esmeraldino da esperança, lá vem ele, o menino gigante do samba, enaltecendo sua raiz, seu bamba mais prestigiado, sua história, no próximo carnaval.

Serrinha, Congonha, Tamarineira..."lá vem" o Império Serrano, o Reizinho de Madureira!

Essa escola gigante com apelido de menino - o "Menino de 47", do ano em que despontou para a grandeza dos desfiles - é um celeiro exemplar. E o exemplo se reafirma e consolida no enredo escolhido para 2016: "Silas canta Serrinha", segundo carnaval de Severo Luzardo na luta para resgatar o Império Serrano a seu lugar devido, ascendendo ao Grupo Especial.

 
Enquanto muitas escolas só têm janela, o Império Serrano tem espelho. Se enxerga, se valoriza, se dignifica. Está menos interessado em "aparecer" e mais interessado em "ser o que é". Graças a Deus! Espelho que se reflete para transmitir seu saber ancestral, seu relicário de lições, preceitos e fundamentos. O Império Serrano é um Gigante que não cede com facilidade à marola dos tempos modernos. Sendo grande, tem consigo mesmo e com seus correligionários esse sagrado compromisso de preservar a riqueza de sua história. Comovente e encantadora essa sua jornada!

Para isso, a escola apanhou muito. Apanhou lá atrás, quando quebrou a hegemonia das grandes e tornou-se, num relance, grande também. Apanhou quando seu poeta-símbolo, Silas de Oliveira, foi chamado para depor sobre um certo samba que enaltecia a liberdade em dias de ditadura política. Apanhou, também, quando essa história de patrocínio começou no carnaval. Quando abriu seu livro pra contar a história de um empresário, no longínquo 1997: ali o Império entendeu que distanciar-se de sua verve histórica não combina com seu pavilhão. Mal poderia imaginar que, depois daquele incidente, o erro se tornaria regra, e ele seria o último bastião do samba a lutar e resistir contra a fúria invasiva dos temas patrocinados, personalidades e elementos estranhos ao samba. Hoje, penalizados são os que não se rendem à mercadologia. Mas, já que "imperiano de fé não cansa", a briga tá comprada, e o Império não desiste.

O Império é assim. Tem suas peculiaridades. É escola maiúscula, imperativo do masculino..."O" Império é homem com H! "Um filho do verde esperança não foge à luta / Vem lutar!" - proclama em um de seus versos poéticos e autoexplicativos. E mesmo que nossos filhos, e os filhos de nossos filhos um dia comecem a perder a referência do que leva uma escola de samba a desfilar, do que leva um povo a cantar com lágrimas um samba-enredo; e mesmo que um dia se perca a noção de que o espetáculo das escolas de samba pode crescer sem perder suas raízes fundamentais...bastará que alguém procure, onde quer que esteja desfilando, o Império Serrano!

Com sua luta, sua coragem, seu encanto, seu exemplo, sua paixão. Então todo aquele que quiser conhecer um pouco mais do samba original e verdadeiro, poderá pisar pés descalços ou sapatos brancos - no jongo da Serrinha ou na quadra do Império - para entender que um passado morre para quem não o preserva, mas vive e sobrevive lindo e límpido para quem nele projeta seu futuro.

Obrigado, Império Serrano, por esse enredo que, antes de contar a sua história, mostra a todos nós, aprendizes das escolas de samba, que nem tudo se perdeu! Não serão os ricos, nem abastados, nem patrocinados os professores da avenida em 2016! Virá do Império, da Serrinha, de Madureira, a maior lição de samba que a avenida já espera.

Bendita coroa imperial! E é por isso que se diz: "Império Serrano: Uma Escola de Samba". Quem não tem essa patente, que corra atrás!

* Reproduzido do Jornal do Sambista, um periódico impresso mensal distribuído nas quadras e eventos de samba. Helio Ricardo Rainho é um de seus colunistas convidados.
FONTE: Blog Hélio Ricardo Rainho - site SRZD Carnaval.

quinta-feira, 11 de junho de 2015

Fantasia Imperiana do carnaval 1988.

Desfilo pelo Império Serrano desde 1984, e tenho apenas um arrependimento, não ter tirado fotografias vestido com todas as fantasias que desfilei em mais de três décadas. Antigamente não existiam câmeras digitais ou celulares, e tirar foto na Concentração da Sapucaí dependia basicamente da contratação de um serviço de fotógrafo. Eles ficavam circulando pela Concentração e após a nossa concordância batiam as fotografias, recebiam um adiantamento de parte do pagamento, forneciam um papel de bloquinho como comprovante, e dias depois entregavam as fotos ao cliente sambista. Hoje tudo está mais fácil, mas confesso que tenho saudades daqueles tempos.
Assim, em alguns desfiles não contratei fotógrafos, optando por guardar as fantasias em sacos plásticos para curtí-las no futuro. Infelizmente, depois de alguns anos, fui abrir os sacos para vestir as fantasias e tirar fotos, mas para minha surpresa a maioria das fantasias estavam mofadas e apodrecidas. Resultado, perdi o registro fotográfico histórico de alguns desfiles e fantasias imperianas, um pecado!
Pouca coisa consegui salvar, e uma dessas fantasias foi utilizada no desfile de 1988, em que o Império desfilou com o enredo "Para com isso, dá cá o meu", uma homenagem ao antigo e glorioso Estado da Guanabara.


Foto: Fantasia de vascaíno - Império Serrano 1988.

A fantasia era de "Vascaíno", setor do desfile que enaltecia o antigo e vitorioso futebol da Guanabara, com seus grandes clubes, entre eles o nosso amado Club de Regatas Vasco da Gama.
O samba enredo composto por Luis Carlos do Cavaco, Lula e Jarbas da Cuíca, interpretado por Quinzinho, citava o futebol carioca:
"... Quero novamente ver meu Rio
Dono do samba e do grande futebol... "

Foi um ótimo desfile imperiano, e terminamos em sétimo lugar entre as 14 escolas de samba do Grupo 1 (Atual Grupo Especial).

Vejam a classificação final:
Grupo 1 (LIESA) - Passarela do Samba - 14 e 15/02/2008
Classificação
Colocação Escola Enredo Pontos Resultado
1 Unidos de Vila Isabel
224,0 Campeã
2 Estação Primeira de Mangueira
223,0 Vice-Campeã
3 Beija-Flor de Nilópolis
222,0
4 Acadêmicos do Salgueiro
219,0
5 Portela
211,0
6 União da Ilha do Governador
210,0
7 Império Serrano
208,0
8 Caprichosos de Pilares
207,0
8 Mocidade Independente de Padre Miguel
207,0
8 Tradição
207,0
9 Estácio de Sá
204,0
10 São Clemente
197,0
11 Unidos da Tijuca
194,0
12 Unidos da Ponte
190,0
13 Unidos do Cabuçu
188,0
14 Imperatriz Leopoldinense
186,0



Foto: Close na fantasia de 1988.



Fotos: Acervo Pessoal Tarcísio Rezende.



Recordar o Império Serrano é viver, mesmo sem todas as fotos que gostaríamos de ter e curtir. Simboooora Império Serrano !!!

sexta-feira, 13 de março de 2015

Fotos da Concentração Imperiana - 2015.

Nação Imperiana, vejam algumas fotos tiradas por mim na concentração da Marquês de Sapucaí neste Carnaval.
Foto 1: Carro Alegórico e suas luzes.

Parabéns Serrinha, mesmo com todas as dificuldades, realizamos um grande desfile, com um honroso terceiro lugar após chegar a ficar na frente durante a Apuração.

Foto 2: Carro alegórico dos "Peregrinos".

Comentário do site Carnaval 2015 UOL:
Favoritismo e reabilitação
Em terceiro lugar, com apenas um décimo a menos do que a vice, ficou a a Império Serrano, escola nove vezes campeã do Grupo Especial e que estava fora do desfile principal desde 2009. A agremiação levou para a sapucaí um desfile de alegorias luxuosas e um samba assinado por Arlindo Cruz. Com o pé imobilizado, o cantor acompanhou os puxadores durante todo o enredo "Poema aos peregrinos da fé". Este ano, a escola contou a história dos romeiros, exaltou a religiosidade brasileira e deixou a Sapucaí como grande favorita ao título.

Foto 3: Alegoria do Carro Alegórico dos Peregrinos.

Gráfico : Resultado final do Grupo de Acesso 2015 (Fonte: Globo.com).

Fiquei muito orgulhoso e agradecido de mais uma vez Deus me permitir defender as cores imperianas na Sapucaí, obrigado Jesus !

Foto 4: Tarcísio Vascão na concentração, curtindo os preparativos para o desfile.

Ano que vem tem mais, simboooooora Império Serrano !!!



segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Grande desfile em 2015, vamos ver a cabeça dos jurados.

Foto: Jornal "O Globo" - 16/02/2015.

Pra variar, Império Serrano muito elogiado pela Imprensa e pelo público da Sapucaí, vamos aguardar as notas dos jurados. Parabéns a toda nação imperiana pelo ótimo desfile.

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Império Serrano 2015 - Parceria Arlindo Cruz (Vídeo Oficial).





Nação imperiana, está chegando a hora, vamos curtir o samba de enredo de 2015, dia 13 de fevereiro ele tem que estar na ponta de nossas línguas, simboooora Império Serrano !!!

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Ensaio Técnico - Sapucaí (Carnaval 2015) - Fotos

A Serrinha mais uma vez marcou presença com seu tradicional samba no pé no ensaio técnico para o Carnaval 2015. Segunda escola a se apresentar no sábado, dia 10/01/2015, na Marquês de Sapucaí, a Império Serrano mostrou que vem com força total para o desfile oficial do enredo "Poemas aos peregrinos da fé", desenvolvido pelo carnavalesco Severo Luzardo. Com cerca de 2 mil componentes, a agremiação trouxe como ponto principal do ensaio técnico o canto dos componentes, o bailado de seus três casais de mestre-sala e porta-bandeira e o swing da bateria Sinfônica do Samba, com sua ala de agogôs, sob o comando de mestre Gilmar.

Vejam algumas fotos:


 O ensaio começou às 21h47 horas com o grito de guerra do carro de som que contou com os seus três intérpretes, com destaque para o imperiano Arlindo Neto. As vozes da Império Serrano foram perfeitas durante todo o ensaio, sustentando bem o samba-enredo de 2015.


O primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Feliciano e Raphaela Caboclo, seguros e em sintonia, evoluíram bem, dançando e bailando com toda desenvoltura, seguindo as orientações de seu coreógrafo.


 As primeira alas não se intimidaram com o calor e cantaram animadamente o samba, aproveitando o espaço de toda a pista sob a orientação da harmonia da escola.


A bateria de mestre Gilmar, a Sinfônica do Samba, também merece destaque com suas alas de tamborim, chocalho, agogô e marcação dando show de sintonia, sustentando bem o samba e cantando com emoção.


 A Império Serrano será a ter escola desfilar na sexta-feira de carnaval, dia 13 de fevereiro, na Marquês de Sapucaí, pela Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro Lierj.


FONTE DAS FOTOS:FABIANO SANTOS /PORTAL DO SAMBA RJ.

segunda-feira, 17 de março de 2014

EXTRA ! EXTRA ! Jornal do Brasil - 26/02/1982 - Império Serrano Campeã do Carnaval de 1982.

As atuais dificuldades encontradas pela nossa querida verde e branco de Madureira, que não consegue voltar ao Grupo Especial apesar de desfiles dignos e alegres, como os dois últimos realizados pelo Grupo de Acesso, faz termos saudades de um passado glorioso.
E como "recordar é viver", vejam a capa do saudoso "Jornal do Brasil", anunciando no dia 26 de fevereiro de 1982 o nono título imperiano no grupo principal, com seu antológico desfile do enredo "Bumbum paticumbum prugurundum".

Uma saudade bem imperiana !!!